Executivo da Samsung preso por tentar vender segredos da empresa

Um executivo da Samsung foi preso por ter tentado vender a chineses segredos da empresa relacionados com a área dos semicondutores.

Segundo o site sul-coreano Daum.net, um executivo da gigante Samsung tentou vender a investidores chineses segredos da empresa de tecnologia relacionados com semicondutores, área em que a corporação investiu cerca de 2,7 mil milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento. A Samsung correu o risco de todo esse investimento ter resultado em nada, caso o seu executivo tivesse conseguido os seus intentos criminosos, mas felizmente foi descoberto, processado e preso. Os segredos diziam respeito aos processos de fabricação de chips mobile em escala de 14 nm e de 10 nm.

Essas técnicas de fabricação receberam bastante pesquisa e estudo por parte da empresa sul-coreana e são o seu grande destaque. Só a Intel e a Qualcomm investiram mais na área da pesquisa e desenvolvimento de semicondutores no último ano. Um dos grandes avanços da Samsung são os processadores top de linha Exynos, que atualmente são fabricados em 14 nm, mas que brevemente serão produzidos na escala dos 10 nm, uma inovação que poderá catapultar a gigante sul-coreana para o domínio da área dos semicondutores e suas aplicações tecnológicas.

Ainda no que respeita ao crime, o executivo foi preso pela polícia no Samsung LSI, a secção que está responsável pela pesquisa nessa área, e a empresa resolveu, obviamente, não deixar passar em claro o assunto e já processou o seu antigo funcionário. Sabe-se ainda que os chineses a quem o executivo tentou vender os segredos sobre a pesquisa em semicondutores estão ligados a empresas rivais da Samsung, o que aumenta por si só a gravidade do mesmo. O que não se sabe são os nomes dessas concorrentes da empresa coreana, mas podem vir à tona em tribunal. Quanto ao acusado, desgraçou definitivamente a sua carreira.

Imagem: TudoCelular.com


Também poderão gostar


Comentar