Dono do Oculus Rift está a atacar Hillary Clinton na Internet

Palmer Luckey está a financiar uma campanha na Internet contra Hillary Clinton. Conteúdo que incita ao ódio e à violência está a inundar as redes sociais em terras do Tio Sam.

Donald Trump continua a angariar grandes financiadores que utilizam métodos pouco convencionais para dar vantagem à sua candidatura à Casa Branca. Agora sabe-se que o dono da empresa de realidade virtual Oculus Rift, Palmer Luckey, está a investir grandes somas de dinheiro na criação de memes que atacam a concorrente democrata de Trump, a esposa de Bill Clinton. Hillary está a ver a sua imagem a ser atacada por todos os lados no mundo confuso da Internet, com múltiplas mensagens de ódio e incitamento à violência à mistura.

Os autores desta técnica apelidada de “shitposting” não são particularmente adeptos de política ou grandes participantes na vida pública norte-americana. Tratam-se de indivíduos pagos por financiadores como Palmer Luckey, que utilizam técnicas modernas de propaganda para influenciarem os votantes nas eleições presidenciais que se aproximam rapidamente.

Esta corrida à Casa Branca está a ser travada principalmente no Twitter e Facebook. As redes sociais tentam ao máximo eliminar e prevenir essas técnicas sujas que pretendem espalhar a mentira e o ódio, mas a avalanche é tanta que muito conteúdo escapa à censura. Resta aos internautas terem bom senso e procurar fontes conceituadas de informação antes de acreditarem nesses memes e outros conteúdos suspeitos.

A notícia sobre Luckey foi avançada pelo The Daily Beast. Resta saber como ficará a sua imagem empresarial depois deste episódio, mas certamente que será bastante afetada. Se Trump vencer as eleições talvez o dano não seja tão grande, mas os moderados ficarão obviamente com uma má imagem do líder dessa empresa de realidade virtual.

Imagem: aKoma


Também poderão gostar


Comentar