Breve história da Google

A Google tornou-se em poucos anos a empresa que lidera na Internet.

As raízes da Google voltam a 1995, quando dois estudantes de pós-graduação, Sergey Brin e Larry Page, se conheceram na Universidade de Stanford. Em 1996, Brin e Page colaboraram num projeto de pesquisa que eventualmente tornou-se no motor de busca Google. BackRub, como era então chamado (por causa da sua análise de ligações para trás), despertou interesse na comunidade de pesquisa da universidade, mas não colheu nenhuma ofertas por parte dos principais fornecedores de portais. A ideia dos dois estudantes estava muito adiantada para aquele tempo; uma das pessoas de que eles se afastaram chegou mesmo a dizer que os internautas não se importam realmente com as capacidades de busca. Destemido, os fundadores conseguiram o financiamento suficiente para começar e, em setembro de 1998, começaram a operar a partir de um escritório improvisado numa garagem em Menlo Park, na Califórnia. Em dezembro daquele mesmo ano, a PC Magazine listou a Google como um dos melhores 100 Websites e motores de busca para 1998.

O termo «Google» foi escolhido por sua semelhança com a palavra «googol» — um número composto por 1 seguido por cem zeros — como uma referência para a grande quantidade de informação no mundo. A missão auto-declarada da Google quando iniciou era “organizar a informação do mundo e torná-la universalmente acessível e útil”. E eles realmente conseguiram fazer isso.

Nos primeiros anos de operação, a concorrência do motor de busca da Google incluía o AltaVista, Yahoo, Excite e Lycos. Passados alguns anos, no entanto, a Google tornou-se tão dominante que o seu próprio nome tornou-se sinónimo de pesquisas na Web; as pessoas chegam, inclusive, a dizer “vou googlar isso” quando pretendem encontrar informações sobre um determinado tópico.

Imagem: The Telegraph


Também poderão gostar