O navegador Internet Explorer

O browser Internet Explorer vem com o sistema operacional Microsoft Windows. O navegador foi preterido no Windows 10 em favor do novo navegador da Microsoft, o Edge. No entanto, continua a ser uma parte do sistema operativo.

Em agosto de 2016, o Internet Explorer foi o segundo navegador mais amplamente utilizado em sistemas operacionais de PCs, com 29,6% do mercado, em comparação com 50,9% para o navegador Google Chrome, de acordo com a NetMarketShare. O Internet Explorer foi o browser mais popular a partir de 1999, quando ultrapassou o Netscape Navigator, até 2012, quando o Chrome assumiu a liderança. Outros concorrentes incluem o Mozilla Firefox e o Safari da Apple.

História do Internet Explorer

A Microsoft lançou a versão original do Internet Explorer em tecnologia licenciada da Spyglass, em agosto de 1995. A versão 2, lançada em novembro daquele ano, adicionou o suporte para criptografia Secure Sockets Layer (SSL) e a versão 3, em agosto de 1996, vinha com Java e CSS — tecnologias importantes que ainda estão em uso atualmente.

Em 1998, o Departamento de Justiça dos EUA processou a Microsoft por violações de confiança, acusando a empresa de, entre outras coisas, asfixiar o surgimento de concorrência para o Internet Explorer ao integrá-lo com o Windows. Em 2001, os dois lados chegaram a um acordo que não exigiu que a Microsoft retirasse o navegador do seu sistema operacional.

O Internet Explorer passou por 11 versões e muitos remendos nas respostas aos ataques direcionados a falhas na programação do aplicativo desde o seu lançamento inicial. A décima primeira e última versão foi lançada em 2013. O Edge substituiu o Internet Explorer como navegador padrão no Windows com o lançamento do Windows 10 em 2015.

Imagem: Código Fonte – Uol


Também poderão gostar