Os dispositivos móveis ultrapassaram os PCs no acesso mundial à Internet

A longa ascensão dos dispositivos móveis na preferência dos utilizadores para aceder à Web superou finalmente os PCs. O acesso à Internet é agora maioritariamente móvel.

A confirmação foi feita pelo site StatCounter: pela primeira vez na história da Internet, as pessoas utilizam mais tablets e smartphones do que PCs para aceder a esse mundo virtual. É um marco importante na era digital, que significa que o próprio acesso à Web é preferencialmente móvel do que estático, como é o caso dos desktops.

No mês de outubro deste ano, cerca de 51,3% do consumo mundial de Internet foi efetuado por dispositivos móveis, enquanto que 48,7% por computadores de secretária. As percentagens ainda estão muito equilibradas, mas esta foi a primeira vez que os PCs foram relegados para o segundo lugar na hora de navegar online.

Uma das explicações para isto é muito simples: a venda de desktops diminuiu bastante nos últimos anos, enquanto que, pelo contrário, tablets e smartphones vendem bastante e cada vez mais. Outra explicação é a simplicidade da utilização de um dispositivo móvel: o utilizador pode aceder à Web na cama, na praia, no restaurante, enfim, onde quiser. No entanto, em certos países e regiões os PCs ainda reinam: no Reino Unido, Estados Unidos e América do Sul cerca de 65% dos acessos à Internet é realizado através dos aparelhos de secretária.

A tendência é a subida da venda de dispositivos móveis e a queda de produção de PCs. Dentro de alguns anos, em todo o mundo as tablets e os smartphones serão algo tão banal como uma televisão. As empresas que operam na Internet precisam de ter estes números em alta conta e começar a otimizar os seus serviços cada vez mais para aparelhos móveis.

Imagem: Ministério das Comunicações


Também poderão gostar