Adolescente britânica conquista o direito de ser congelada

Uma menina britânica de apenas 14 anos que faleceu recentemente vai ser congelada, na esperança de que no futuro a medicina descubra a cura para o cancro. O tribunal deferiu o pedido da família da adolescente.

A criogenia é o congelamento controlado de um cadáver após a morte de uma pessoa. Existe a esperança de que a técnica funcione e que seja possível ressuscitar no futuro aqueles que se sujeitam à experiência. Normalmente a criogenia serve apenas para mortes devido a doenças que não têm ainda cura, mas muitos milionários também já compraram esse privilégio. Uma menina britânica de 14 anos conquistou esse direto após uma longa batalha judicial movida pela sua família.

A menina morreu decido a um cancro e conseguiu a autorização na Justiça do Reino Unido, que inicialmente era contra a ideia. Os restos mortais dela vão agora para os laboratórios do Cryonics Institute, no Michigan (EUA). Os avós da adolescente receberam cerca de 40 mil euros para pagar os custos da operação de transporte e conservação do cadáver da jovem.

Antes de falecer, a menina tinha enviado uma carta ao juiz onde dizia o seguinte: “Eu tenho 14 anos de idade e não quero morrer, mas sei que vou. Eu acho que ser crio-preservada dá-me a hipótese de ser curada e acordar, mesmo que seja daqui a 100 anos. Eu não quero ser enterrada. Quero viver e viver muito e acho que no futuro pode surgir a cura para o meu cancro. Eu quero essa hipótese para viver outra vez. É esse o meu desejo.”

Felizmente, a jovem soube que conquistou esse direto porque a decisão do tribunal foi revelada 10 dias antes de ela morrer. Mas só agora o caso se tornou público. Que no futuro se descubra a cura para o cancro para ela viver outra vez!

Imagem: Portal dos Segredos


Também poderão gostar