Apple guarda o histórico de chamadas do iPhone

Segundo a empresa russa Elcomsoft, a Apple guarda o histórico das chamadas que fazemos no iPhone. E a Maçã confirmou que isto acontece. E esta?

Ninguém gosta muito de escutas e todos temos direito à nossa privacidade. Por isso, o que veio agora a público não é muito bonito. As chamadas que fazemos no nosso iPhone são guardadas pela Apple, segundo uma empresa de segurança russa.

E é isso: a Apple guarda secretamente os dados de chamadas dos utilizadores nos backups do iCloud. A empresa de segurança Elcomsoft afirmou que a empresa fundada por Steve Jobs tem guardadas as chamadas realizadas por todos os utilizadores do iPhone nos últimos quatro meses. E Tim Cook, CEO da Apple, já confirmou que isso acontece. Segundo a empresa que fabrica o iPhone, as chamadas são arquivadas para conveniência dos utilizadores do smartphone. Uma explicação um pouco rebuscada. Será que existem aqui as habituais manobras de publicidade direcionada?

Mas isto não é crime? Pois, agora resta às autoridades norte-americanas investigar o realmente está a acontecer e porque a Apple guarda essas chamadas. E mesmo que as intenções da Maçã sejam inocentes, será que é seguro? Não estaremos à mercê de hackers?

Nos registos da Apple estão todos os telefonemas realizados, o tempo de duração de cada um deles, as chamadas perdidas, entre muitas outras informações que deveriam ser privadas. E depois ainda temos muitas aplicações que guardam o histórico de chamadas realizadas no iPhone, como o WhatsApp e o FaceTime. Ou seja, corremos o risco de as nossas conversas serem escutadas por organizações ou particulares com intenções pouco nobres.

A cereja no topo deste bolo pouco bonito é que não existe nenhuma opção onde possamos desativar a sincronização de dados do histórico de chamadas. A única solução é desativar o iCloud.

Imagem: ZAP – Aeiou


Também poderão gostar