Mais de 130 mil oficiais da Marinha norte-americana foram hackeados

Um grande ataque por parte de hackers lançou o caos na Marinha norte-americana. Mais de 130 mil oficiais viram os seus dados serem roubados.

Pensa-se que a ação nefasta terá sido realizada por um grupo de hackers, mas ainda não é certo se não foi apenas um indivíduo o responsável por isto. Cerca de 135 mil oficiais da Marinha norte-americana (134.386) foram hackeados, tendo sido muitos dados importantes e sensíveis roubados. Os afetados são oficiais tanto no ativo quer reformados. Nomes e números de segurança social foram algumas das informações que os hackers (ou hacker) tomaram. Como as vítimas são oficiais, o ataque está a causar uma imensa preocupação no Pentágono.

A Marinha norte-americana já emitiu um comunicado sobre o incidente, onde informa que o ataque foi realizado através de um notebook que pertence a um funcionário da Hewlett Packard Enterprise Services (HP), que estava a trabalhar como colaborador para a Marinha. Foi a própria empregadora do homem quem informou esta divisão do Exército dos Estados Unidos sobre o incidente. O que ainda não se sabe é se o funcionário da HP está envolvido no ataque ou se o seu notebook foi roubado por hackers.

No comunicado, Robert Burke, vice-almirante da Marinha dos Estados Unidos, informa que “a Marinha lida com este incidente de forma extremamente séria — é uma questão de confiança que temos de transmitir aos nossos marinheiros”, acrescentando que “neste ponto da investigação, ainda não existem evidências que sugerem uma má utilização das informações comprometidas”.

Quer tenha sido apenas um hacker ou um grupo deles responsável pelo incidente, o certo é que o ataque demonstra as vulnerabilidades que existem na segurança dos dados informáticos dos marinheiros norte-americanos.

Imagem: RT.com


Também poderão gostar