Estudo conclui que se deixar de ir ao Facebook será mais feliz

Um estudo realizado por investigadores da Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, concluiu que você será mais feliz se deixar de ir ao Facebook.

Este novo estudo contradiz outros, mas dada a reputação da universidade em causa podemos acreditar nas conclusões. Pesquisadores da Universidade de Copenhaga descobriram que se você deixar temporariamente de ir ao Facebook, será mais feliz. As conclusões indicam que as pessoas que acedem diariamente à rede social mais popular do mundo ficam afetadas no que diz respeito ao seu bem-estar, na maioria dos casos analisados.

O estudo foi liderado por Morten Tromholt em 2015, mas só agora os resultados foram divulgados. Foram 1095 pessoas que participaram na análise da universidade, sendo que durante uma semana metade acedeu ao Facebook diariamente enquanto que a outra metade não entrou na rede social nem uma única vez. Depois, os participantes tiveram de responder a algumas questões.

As respostas às perguntas dos investigadores demonstraram que aqueles que não acederam ao Facebook durante a semana da experiência apresentavam emoções mais positivas.

“Comparando o grupo de tratamento (os participantes que não acederam à rede social) com o grupo de controlo (os que continuaram a aceder diariamente) verificou-se que deixar de utilizar o Facebook tem efeitos positivos em dois aspetos do nosso bem-estar: a nossa satisfação para com a vida aumenta e as nossas emoções tornam-se mais positivas”, afirmou Tromholt.

Os que abandonaram o Facebook durante o decorrer do estudo também demonstraram uma vida social mais intensa, enquanto que no grupo de participantes que continuaram a aceder cerca de 34% andavam tristes e 25% sentiam-se sozinhos.

Imagem: ODIG Marketing Digital


Também poderão gostar