Apple deixa de informar sobre os seus gastos em publicidade

A empresa liderada por Tim Cook resolveu deixar de informar sobre o montante que gasta em publicidade.

No relatório anual arquivado na Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio (SEC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos em outubro, ficou patente que a Apple deixou de informar sobre o dinheiro que gasta em publicidade para os seus produtos. Esta decisão poderá estar relacionada com um possível aumento dos gastos em marketing, que a empresa fundada por Steve Jobs pretende omitir.

O último relatório já nem sequer informa sobre os gastos que a companhia teve durante o ano de 2016. Como a Apple apresentou uma subida de 50% no investimento em publicidade no ano de 2015, quando comparado com 2014, é possível que os gastos tenham sido ainda mais elevados este ano. Ficamos, portanto, sem saber o montante que a empresa criadora do iPhone gasta em publicidade para os seus produtos.

Dado que a Apple terminou este ano com a menor margem operacional desde 2009, é provável que a empresa tenha aumentado o investimento em marketing. Segundo os analistas da Wells Fargo, esta decisão da Maçã não permitirá no futuro saber quais são as reais receitas da Apple, dado que a informação sobre os gastos fica incompleta.

A Apple tem vindo a aumentar o investimento em publicidade desde o falecimento de Steve Jobs, provavelmente porque a apresentação dos produtos sem a presença do seu carismático fundador não alcança a fatia de público desejada. Outra factor é a disseminação de canais de informação e de marketing, que tem permitido às empresas alcançar cada vez mais pessoas nos últimos anos.

Imagem: Tec Mozambique


Também poderão gostar