FBI ganha poder para hackear todos os computadores do mundo

Sejam computadores nos Estados Unidos ou em qualquer outro país do mundo, o FBI pode a partir de agora invadir qualquer um que seja necessário para as suas investigações.

O FBI influenciou definitivamente as eleições presidenciais norte-americanas, por causa da investigação aos e-mails apagados por Hillary Clinton, e agora continua a demonstrar todo o seu poder que foi aumentado. A Agência Federal de Investigação dos Estados Unidos ganhou a autorização de poder hackear qualquer computador do mundo, por decisão do Senado. A autorização foi especialmente dada para investigações dentro de território norte-americano, mas na mesma não existem, na prática, limites. Qualquer pessoa em qualquer país pode ver o seu computador ser escrutinado pelo FBI.

Autorizações especiais para hackear aparelhos já tinham sido dadas anteriormente à agência federal, mas limitavam-se à jurisdição do juiz que deferia os pedidos. Mas o Senado alargou a permissão para qualquer computador que o FBI consiga acessar remotamente. Na prática, qualquer dispositivo em qualquer país do mundo está agora ao alcance da agência norte-americana, caso o mesmo seja relevante para as suas múltiplas investigações. É um grande aumento do poder que o FBI já tinha!

A autorização já tinha sido aprovada no início de 2016, através de uma votação secreta na Suprema Corte dos Estados Unidos, mas a decisão final estava nas mãos do Congresso que decidiu deferir a decisão da primeira instância.

Para os países quer aliados quer inimigos dos Estados Unidos, o facto de o FBI ter recebido este poder causa grandes preocupações. As operações de espionagem podem agora aumentar e os segredos de Estado ficam vulneráveis ao desejo ou não de a agência federal os querer descobrir. Para os criminosos comuns que se escondem em outras nações, em fuga da Justiça norte-americana, esta também não é uma boa notícia.

Imagem: Diolinux


Também poderão gostar