Indústria da Música quer que Donald Trump feche os sites piratas

Grandes representantes da indústria fonográfica enviaram uma carta ao próximo presidente dos Estados Unidos a pedir para ele encerrar os sites piratas que afetam os rendimentos dos artistas.

Donald Trump recebeu uma carta dos líderes da indústria da música (RIAA, ASCAP e BMI) a pedir para ele resolver o assunto dos sites piratas de uma vez por todas, dado que o próximo presidente norte-americano disse na sua campanha eleitoral que pretendia defender a propriedade intelectual que não recebeu uma grande atenção por parte do presidente cessante Obama.

Na carta, segundo o site The Verge, a indústria fonográfica mostra-se bastante preocupada com o número crescente de sites de downloads de músicas: “Os sites piratas são culpados por abusarem perversamente da lei norte-americana vigente que não os obriga a pagar aos criadores de músicas, além de aproveitarem vantagens de lacunas na lei que permitem aos utilizadores baixarem ou armazenarem músicas de maneira ilegal”.

Numa clara tentativa de pressão indireta a Trump, aproveitando as preocupações económicas do republicano, a indústria da música acrescentam ainda na carta que o presidente eleito dos Estados Unidos ao proteger a propriedade intelectual irá garantir um “enorme crescimento em criatividade e tecnologia, beneficiando a economia norte-americana como um todo”.

A carta enviada a Trump apontou o principal culpado: The Pirate Bay. Esse site utiliza torrents para partilhar músicas e filmes, sem qualquer retorno financeiro para os criadores desse conteúdo que é disponibilizado ilegalmente. A carta foi assinada pela RIAA, ASCAP e BMI, entidades que já tinham entrado em conflito anteriormente com o YouTube e o Tumblr, por causa de supostos streams ilegais.

Dada a sua enorme vontade de melhorar a economia norte-americana em todos os seus aspectos, é bastante provável que Donald Trump dedique um pouco de atenção a este problema durante a sua administração na Casa Branca.

Imagem: Jornal do Brasil


Também poderão gostar